Aceleração de Conhecimento Dicas

5 passos para ficar mais inteligente

E ai quer ficar mais inteligente? Algumas pessoas acreditam que sua inteligência já é definida logo no nascimento e que, com o tempo, você conseguiria apenas obter conhecimento ou aprimorar a sua agilidade de raciocínio, mas nunca mudar o seu grau de inteligência. No entanto, há também aqueles que acreditam que com certas atitudes, há como ficar mais inteligente.

Andrea Kuszewski é uma especialista em estudos comportamentais e defende a ideia de que é possível aprimorar a nossa capacidade de aprender e absorver novas informações, e depois utilizar o novo conhecimento em situações reais, assim ficando mais inteligente. O que acaba indo muito além de simplesmente poder descobrir conceitos e ideias novas.

Além de proteger o seu pensamento e mostra como é possível treinar o seu cérebro, a partir da prática de cinco princípios básicos do seu dia-a-dia, e trazemos algumas de suas ideias de como ficar mais inteligente.

1- Procure novidades

Os gênios estão sempre a procura de novas atividades. E sempre parte da personalidade deles procurar por novidades. essas novas atividades, criam conexões sinápticas, que aumentam a atividade neurológica que você tem, criando cada vez mais conexões. Além disso, a novidade estimula a dopamina, que irá capacitar o seu cérebro para o aprendizado e também eleva o nível de motivação.

2- Desafie-se

Na sua profissão ela é a resposta para quase todas as perguntas, a eficiência acaba não sendo uma amiga quando estamos falando do treino para aumentar as capacidades cognitivas. Assim que você dominar algum desafio no qual esteja engajado, procure um novo. Por exemplo, o Sudoku é uma ótima atividade para treinar sua capacidade de raciocínio, mas se você entendeu a lógica e se tornou realmente bom naquilo, é melhor procurar algo novo que irá realmente ser desafiador.

3- Seja criativo

Quando se fala em criatividade, necessariamente não é só criar músicas, pintar um quadros, escrever um poemas, nem sempre é sobre atividades artísticas. A criatividade cognitiva envolve ideias, mudar entre o pensamento convencional e o não convencional, e gerar ideias novas e originais. Para conseguir isso, existe muito raciocínio lógico envolvido.

4- Faça do jeito difícil

Diversas coisas na vida estão centradas em realizar tudo de maneira mais eficiente. Mas, como foi afirmado antes a eficiência pode não ser uma amiga quando você quer praticar sua inteligência. É claro que não vamos sugerir que você seja menos objetivo no trabalho, ou deixe de usar recursos existentes para fazer suas tarefas mais rapidamente, mas em algumas situações cotidianas, pode ser interessante abrir mão de certas coisas. Por exemplo, se você começar a deixar o GPS de lado,será forçado a memorizar caminhos ou descobrí-los, e isso já é uma atividade de raciocínio que traz evolução.

5- Determine uma rede de relacionamentos

A melhor parte do último passo é que, muito provavelmente, você já o realizou enquanto fazia tudo o que foi expressado anteriormente. Ao se conectar com outras pessoas, você fica exposto a novas ideias e ambientes, o que abre para oportunidades de crescimento cognitivo.

No seu trabalho a eficiência é a resposta

É muito interessante procurar sempre desafios e até mesmo dificultar algumas de suas atividades, quando você tem tempo livre. É mesmo uma excelente forma de usar até mesmo suas atividades de lazer para aperfeiçoar suas capacidades cognitivas. No entanto, quando se trata de desenvolvimento profissional,todos os segundos são preciosos, e a eficiência é sim muito bem vinda em todas as situações – e sabendo enfrentá-las é uma forma de ficar mais inteligente.

Mais uma dica: O hábito da leitura pode nos trazer diversos benefícios essenciais para nosso desenvolvimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *